Fenômeno raro é registrado pela primeira vez junto à aurora boreal


logo_apolo11_licenciamento

 

Texto extraído do sítio Apollo11.com

Um raro fenômeno elétrico conhecido como Sprite Vermelho foi registrado pela primeira vez junto a uma intensa tempestade geomagnética que produzia auroras boreais no meio-oeste americano. Esta é a primeira vez que os dois fenômenos são registrados juntos.

Sprite vermelho

Sprite vermelho

Os sprites são descargas elétricas azuladas ou avermelhadas de alta intensidade que ocorrem acima das nuvens de tempestade e que dão origem a uma gama bastante variada de formas visuais brilhantes no céu noturno. Normalmente são disparadas por uma descarga positiva entre a base da nuvem de tempestade e o solo.

Imagens capturadas com câmera de alta velocidade, capazes de registrar mais de 40 mil frames por segundo, revelaram que os sprites são formados na realidade por grupos de bolas de bolas de gás ionizado com tamanho variado entre 10 e 100 metros de diâmetro, lançadas de uma altitude superior a 80 km a uma velocidade que pode chegar a 10% da velocidade da luz.

Estudos também revelaram que essas bolas também podem se deslocar horizontalmente por mais de 50 km desde o ponto de origem, cobrindo essa distância em menos de 100 milissegundos.

Sprites detectados em agosto de 2009

Sprites detectados em agosto de 2009

Apesar dos sprites serem conhecidos desde o início do século 20, cientistas atmosféricos só confirmaram sua existência após 1989, quando o fenômeno foi fotografado algumas vezes por câmeras a bordo dos ônibus espaciais. Hoje em dia, devido à grande quantidade de câmeras de alta sensibilidade e velocidade e no maior interesse em sua observação, o registro dos sprites tem ocorrido com maior frequência.

No entanto, a imagem feita no estado americano de Dakota do Sul revela que os sprites também podem acontecer em condições atmosféricas menos turbulentas. Na cena, um típico Sprite Vermelho foi registrado sob um céu bastante céu estrelado e repleto de partículas carregadas que produziam auroras boreais, muito longe de uma tempestade vista no horizonte da imagem.


Foto: No topo, Sprite Vermelho é registrado pela primeira vez junto à aurora boreal, acima de Dakota do Sul. Acima, série de sprites registrado em 2009 e capturados a 7200 frames por segundo. Créditos: Walter Lyons (FMA Research), Steve Cummer, Duke University/NFS, Apolo11.com.

Apolo11.com – Todos os direitos reservados

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: